quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Uma Carta de Desamor...


Fale-me da dor que sentes,
diz-me, que te ajudarei,
nem me importo se mentes,
ao seu lado, sempre estarei.

Fale-me dos seus medos,
acredite, eu não vou embora...
me conte seus segredos,
estou aqui, sempre e agora.

Conte-me seu passado,
podes chorar se quiser,
acho que te tenho amado,
serei pra ti o melhor que puder.

Diz-me o que pensas do futuro,
poderei estar junto, contigo...
não te deixarei no escuro,
nem que corra, nenhum perigo...

e sobre o seu medo de amar,
o seu fôlego eu serei,
caso tu percas o ar...
e de você eu cuidarei.

Se quiser apenas olhar pra mim,
pois sabes que teus olhos sei ler...
teu universo de mistério sem fim,
onde tudo pode acontecer.

Mas se quiser que eu me vá,
Não importa o que aconteça,
para bem longe irei,
só não me peça que te esqueça...
em pensamento, contigo,
algum tempo ficarei!!

3 comentários:

  1. Bom se o desamor, virasse apenas o belo amor descrito nos poemas...

    Poema perfeito, meu lindo!
    Parabéns.

    ResponderExcluir
  2. muito bom !' sentimento verdadeiro !'

    ResponderExcluir
  3. "...Mas se quiser que eu me vá,
    Não importa o que aconteça,
    para bem longe irei,
    só não me peça que te esqueça...
    em pensamento, contigo,
    algum tempo ficarei!!..."

    Sempre fostes meu amor,
    E por ti eu morrerei

    ResponderExcluir